segunda-feira, 27 de junho de 2016

Tributos e custos são os vilões


Os preços altos no Brasil têm vilões históricos, segundo o professor de economia do Ibmec/MG Felipe Leroy. A composição dos valores dos produtos brasileiros inclui diversas variáveis, entre elas a carga tributária, que é alta, além do elevado custo do capital somados à logística ineficiente e cara. Estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado em março deste ano, mostra que o Brasil é o país com a maior carga tributária em toda América Latina e Caribe. O levantamento mostrou que os brasileiros pagam o equivalente a 33,4% do tamanho da economia em taxas e impostos.

E, além de ter alta carga tributária, não há retorno do valor pago, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) divulgado no fim de 2015, com os 30 países com as maiores cargas tributárias do mundo. O Brasil é o que tem o pior retorno para a população. O professor do Ibmec/MG acrescenta que o crédito caro também interfere na composição dos preços.
“Os juros cobrados pelo cartão de crédito são altos para o consumidor. Já para o empresário, o custo alto do financiamento reflete no preço final do produto”, observa.
Um levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) mostrou que a taxa média do cartão de crédito no país passou de 432,2% ao ano, em março, para 435,6%, em abril.

Leroy observa que o preço elevado dos produtos não é ruim apenas para o consumidor na hora de comprar. Tem também impactos na competitividade dos produtos brasileiros dentro e fora do país, que só não está numa situação pior em razão da cotação alta do dólar, que torna os produtos mais em conta para o estrangeiro.

Ele lembra que o preço alto já fez com que muitos brasileiros comprassem vários produtos no exterior, em especial, nos Estados Unidos, o que hoje já não acontece com tanta intensidade por causa da depreciação do real frente ao dólar.

Janaína Marques - Assessoria Contábil

Empresária

Janaína Marques é contabilista e atualmente detém um escritório de consultoria financeira no município de Santa Cruz do Capibaribe

0 comentários:

Postar um comentário